Páginas

segunda-feira, 6 de março de 2017

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

FRUTO DO ESPÍRITO: AMOR


Fruto do Espírito Santo: Amor


1- Objetivo: Mostrar as crianças que amar a Deus e às pessoas faz parte do fruto do Espírito na nossa vida, que amar é um dom de Deus. 

2- Quebra-Gelo: Você gosta de dividir o que você tem com as pessoas? Por quê?

3- Versículo para Memorizar: “Jesus mandou: amem uns aos outros como eu amo vocês.” João 15:12

4- Referência Bíblica: I Coríntios 13: 1-8

5-Mensagem: Um dia o Apóstolo Paulo estava ensinando em uma igreja sobre o verdadeiro amor que vem do fruto do Espírito, ele disse que até poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas se ele não tivesse amor, as pessoas não entenderiam nada. Ele disse que poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento do mundo, entender todos os segredos que existem e ter tanta fé que até poderia tirar as montanhas do seu lugar, mas se ele não fizesse isso com amor de nada serviria. Ele falou também que poderia dar tudo o que tinha e até mesmo entregar o seu corpo para ser queimado, mas, se não tivesse amor, isso não iria adiantar nada.
Ele explicou que quem ama de verdade é paciente, e bondoso, não é ciumento, nem orgulhoso, nem se sente melhor que os outros, não fica brigando com as pessoas, não é egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas, não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo, nunca desiste de amar as pessoas, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.
O amor é dura para sempre. Ele disse que o amor é o maior presente de Deus. O Apóstolo Paulo queria nos ensinar que quando amamos uns aos outros ficamos mais parecidos com Jesus, que é a pessoa que mais amou neste mundo, amou tanto que deu sua própria vida por todos nós.

6- Aplicação: Devemos aprender que amar as pessoas não é algo natural, não amamos porque sentimos vontade de amar, mas é algo espiritual, nós amamos as pessoas porque Cristo está em nosso coração e através do Fruto do seu Espírito, o dom do amor é que amamos uns aos outros como o Senhor Jesus nos amou, mesmo as pessoas que nós achamos que não são muito legais ou que nos deixam às vezes chateados também devem ser amadas. A Bíblia diz que devemos  amar os nossos inimigos e orar para que eles aceitem a Jesus e mudem suas vidas, sendo boas pessoas.

7- Atividade: Dê para cada crianças uma folha de sulfite e peça a elas que desenhem um coração e coloquem dentro deste coração o nome das pessoas que elas devem amar (todas que elas lembrarem, pessoas boas ou não).









FRUTO DO ESPÍRITO: ALEGRIA


Fruto do Espírito Santo: Alegria

1- Objetivo: Levar a criança a entender que a alegria do Espírito Santo não depende das circunstâncias que vivemos ou das coisas que temos, ela é pra sempre e em todos os momentos.

2- Quebra-Gelo: Quando você pensa em algo alegre o que você lembra ou de quem você lembra?

3- Versículo para Memorizar:“Na presença de Deus existe abundância de Alegria..” Salmos 16:11

4- Referência Bíblica: Gálatas 5:22;  Filipenses 4:10 a 20

5-Mensagem: O Apostolo Paulo visitava muitas igrejas e um dia ele estava longe da Igreja de Filipenses e lembrou-se dela e resolveu escrever uma carta para eles, pois gostava muito deste povo, porque sempre eram muito cuidadosos com ele. Paulo disse em sua carta: Estou com muitas saudades e lembro-me do tempo bom em que estávamos juntos e que vocês me abençoavam muito com tudo o que eu precisava. Não estou dizendo isso porque me sinto abandonado ou porque sinto falta de alguma coisa, pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho. Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo de sentir alegria em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco. Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. Mesmo assim agradeço por vocês terem me ajudado nas minhas aflições. Vocês, Filipenses, sabem muito bem que, quando eu vim para Macedônia anunciar o evangelho, a igreja de vocês foi a única que me ajudou. Vocês foram os únicos que participaram dos meus lucros e dos meus prejuízos. Em Tessalônica, mais de uma vez precisei de auxílio, e vocês o enviaram. Não é que eu só pense em receber ajuda. Pelo contrário, quero ver vocês sempre sendo muito abençoados por Deus. Eu sou muito grato por tudo o que vocês me enviaram e que foi mais do que o necessário. E assim Paulo foi terminando sua carta, mostrando que podemos estar alegres mesmo que as coisas estejam difíceis, pois a alegria do Fruto do Espírito Santo que é dom de Deus não depende das circunstâncias que vivemos e sim de dependermos em tudo de Deus. 

6- Aplicação: Paulo passou por muitos momentos difíceis quando pregava a palavra de Deus pois as pessoas perseguiam os  discípulos de  Jesus, eles dependiam da ajuda uns dos outros, mas Paulo sempre estava alegre na presença de Deus, porque sua alegria  vinha do Espírito Santo e não de bens materiais. Nós que temos Jesus em nosso coração podemos também sentir alegria quando cantamos, quando faz sol e podemos brincar com os amigos, quando chove e temos que ficar em casa, quando falamos com Jesus em oração, quando vamos aos cultos. Se estamos alegres em qualquer situação isso mostra que  temos o Fruto do Espírito Santo em nossas vidas.

7- Atividade: Faça um círculo com as crianças e peça para que algumas delas contem uma história que elas lembram, bem alegre e divertida para que todos possam rir juntos.









FRUTO DO ESPÍRITO: BENIGNIDADE

O Fruto do Espírito: Benignidade 
(ser amável)

1- Objetivo: Levar as crianças a verem como Jesus tem sido Benigno, amoroso para conosco, amando-nos mesmo quando pecamos, mesmo quando não obedecemos a sua palavra, Ele está sempre disposto a nos perdoar e a nos dar uma nova chance.

2- Quebra-Gelo: O que você mais gosta na escola e o que menos gosta?  E Por quê?

3- Versículo para Memorizar: “Deem graças ao SENHOR porque ele é bom, e o seu amor dura para sempre.” I Crônicas 16:34

4- Referência Bíblica: Gálatas 5:22; Lucas 6: 27 a 35

5-Mensagem: Nossa história de hoje fala de uma menina que se chama Marta. Um dia ela chegou em casa depois da escola muito brava, falando para sua mãe que estava com muita raiva de uma menino na escola chamado Marquinhos. Sua mãe estranhou muito porque Marta era sempre muito calma, mas naquele momento ela estava muito zangada, então perguntou a ela o que havia acontecido para que ela ficasse assim tão brava. Na hora Martinha respondeu: Mamãe o Marquinhos me chamou de magrela e disse que eu sou feia e chata, manda a diretora mandar ele embora da escola, fala pro pai dele. Ele é muito malvado e bate nos outros e briga com todo mundo. Sua mãe parou, pensou e disse que ela não poderia fazer isso, pois Jesus havia ensinado as pessoas a amarem umas as outras, até mesmo as  pessoas que nós maltratam.  Marta não se conformou e perguntou se Jesus queria mesmo que ela tratasse bem um menino tão malvado como ele.
               Então sua mãe explicou que Jesus ensinou na sua palavra que devemos amar os nossos inimigos. Quando Jesus estava na cruz, agonizando em dor,  as pessoas zombavam dele, Jesus poderia ter feito cair fogo do céu e queimá-los vivos, porque Ele tinha todo o poder para castigá-los se quisesse, mas Ele falou: "Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem." E é isto que devemos fazer: amar, ser benignos e orar pelas pessoas que nos maltratam. Jesus disse que amar as pessoas boas e fácil e para isso não merecemos nenhuma recompensa, mas amar as pessoas que são ruins, isso é um dom do Espírito Santo, o dom da Benignidade, o dom que te ajuda a ser amável com as pessoas. Jesus disse para fazer como Ele que nos amou, mesmo quando nós ainda éramos ruins e pecadores, e se fizermos isso seremos abençoados.
           A mãe de Marta a chamou para orarem juntas para Deus colocar amor no coração dela para que ela perdoasse o Marquinhos e  pudesse mostrar a ele, de alguma maneira, que o amava e se importava com ele, ajudando-o numa lição ou trabalho da escola, perguntando sobre a sua família e orando a Deus para que cuidasse dele e de sua família. Depois disso Marta disse que não estava mais brava e que iria orar todos os dias pelo Marquinhos.
6- Aplicação: Muitas vezes nós achamos que estamos agradando a Jesus porque amamos as pessoas que nos amam, e lógico que isso agrada a Jesus, mas o que agrada mais a Ele é quando amamos as pessoas que não nos amam. Foi isso que Jesus fez por nós, nos amou mesmo quando nós não o amávamos,  e às vezes até falávamos mal dele e o entristecíamos com os nossos pecados. 

7- Atividade: Pegue uma folha de papel cartão verde e uma marrom, cola branca e três folhas de sulfite, leve o desenho de um tronco feito no papel cartão marrom,já recortado,  depois peça para as crianças desenharem uma das mãos no papel cartão verde e recortarem e escreverem no centro da mão o nome de uma criança que seja muito bagunceira ou até mesmo malvada, para que orem por elas, cole as folhas brancas no tronco da árvore e cole em cima as mãos das crianças formando a copa da árvore de Oração.






O FRUTO DO ESPÍRITO: BONDADE

O Fruto do Espírito: Bondade


1- Objetivo: As crianças devem entender que para sermos bondosos com as pessoas como a Bíblia ensina, devemos buscar o dom do Espírito Santo, abrir mão da nossa própria vontade para cuidar de outras pessoas. 

2- Quebra-Gelo: Você já deixou de fazer algo que você queria para cuidar de alguém? O que você fez?

3- Versículo para Memorizar: “Quem é bondoso e correto terá uma vida longa e será tratado com respeito e justiça”. Provérbios 21:21

4- Referência Bíblica: Gálatas 5:22; Rute 1

5-Mensagem: Quando penso em bondade lembro-me de uma jovem da Bíblia, seu nome era Rute, ela casou-se com um rapaz judeu que havia mudado para a sua cidade, a cidade de Moabe. Este rapaz era um dos filhos de Elimeleque e Noemi. Elimeleque havia morrido e Noemi ficou só com seus dois filhos e suas duas noras, passado quase dez anos que Elimeleque morreu, seus dois filhos morreram também e Noemi ficou sozinha com suas duas noras, Rute e Orfã. Então Noemi tomou uma decisão de voltar para Belém, sua cidade, onde moravam seus parentes e falou para suas duas noras voltarem para a casa dos seus pais e se casarem de novo, porque ela já estava velha e não tinha como cuidar delas. Noemi não queria que elas passassem nenhuma necessidade junto com ela. Suas duas noras começaram a chorar, porque não queriam deixar Noemi sozinha, pois a amavam muito. Mas ela insistiu que as duas voltassem para a casa de seus pais, e Orfã então obedeceu e se despediu de Noemi e voltou para a casa de seus pais, mas Rute disse assim para Noemi: Não me proíba de ir com a senhora, nem me peça para abandoná-la! Onde a senhora for eu irei; e onde morar, eu também morarei. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus.Como Noemi viu que Rute estava mesmo resolvida a ir com ela, não disse mais nada. Rute fez isso porque amava muito Noemi e queria cuidar dela até o fim da vida dela, mesmo sabendo que podia passar fome e frio junto de Noemi, ela foi bondosa com sua sogra, não pensou nela mesma e sim em Noemi, por este motivo Deus abençoou Rute e ela casou-se com Boaz um homem bondoso e rico que cuidou dela e de Noemi. A palavra de Deus diz que a bondade é um dom do fruto do Espírito, pois temos que negar a nós mesmos para sermos bondosos com as pessoas, pois às vezes teremos que abrir mão do nosso conforto e dividir o que nós temos com os outros.
6- Aplicação: O Pecado faz com que as pessoas só pensem nelas mesmas e se esqueçam das necessidades dos outros, mas o Espírito Santo nos ensina a sermos bondosos uns com os outros, cuidando, amando, protegendo, dividindo o que temos, fazendo o bem a todas as pessoas, como o Senhor Jesus fez conosco, que não pensou em si mesmo, mas nos amou até a morte.
7- Atividade: O líder vai dar uma bexiga e um palito de dente para cada criança, peça para as crianças encherem a bexiga, então diga que cada um terá que proteger a sua bexiga para o outro não estourar-la e quando todas ou quase todas as bexigas estiverem estouradas, diga a eles que se  tivessem se unido para proteger um a bexiga do outro ao invés de estourá-las, todos teriam suas bexigas. Que quando nos preocupamos em ajudar os outros, ajudamos a nós mesmos também, este é o resultado da bondade.